Comprar ou alugar em 2018?

Especialista destaca o que levar em conta na decisão.

Em Sorocaba (SP), procura por locação e compra de imóveis obteve crescimento com moradias sendo ofertadas com valores 30% abaixo do valor real.

Ter um imóvel como investimento pode ser sinônimo de autorrealização e tranquilidade financeira para muitos brasileiros que chegam a investir anos no sonho da casa própria. Mas será que com a atual economia, é viável se arriscar neste empreendimento? O aluguel é uma alternativa que deve ser levada em conta?

Para o diretor regional do Sindicato de Habitação (Secovi) de Sorocaba (SP), Guido Cussiol Neto, vale a pena colocar os prós e contras na balança antes de fazer a aquisição de uma moradia e também avaliar alguns aspectos relacionados ao aluguel.

Para Neto, imóveis locados são escolhidos por apresentar mais facilidades. “O aluguel é o melhor caminho quando se escolhe morar perto do trabalho ou escolas, se você tem capital.” Ele também ressalta a importância de estudar a situação financeira. “Se a renda for baixa, vale tomar um pouco mais de cuidado na hora de escolher o imóvel”, alerta.

Na hora de decidir sobre comprar ou alugar um imóvel, uma dica importante é colocar as despesas na ponta do lápis. “Quando você adquire um imóvel, tudo que você tem por mês é custo, se for aluguel, é despesa”, explica.

Outro ponto a ser destacado são os juros impostos em cima do valor do imóvel. “Se há capital, e o dinheiro que se ganha está bem aplicado no banco, optar pelo aluguel é mais vantajoso, já que as taxas de juros são menores”.

Financiamento bancário

Se o sonho da casa própria ainda é um desejo fixo e você ainda não possui crédito ou renda suficiente, o diretor da Secovi Sorocaba ressalta os benefícios dos financiamentos populares dos bancos como alternativa.

“Hoje, se você não possui um bom capital, mas deseja comprar um imóvel, vale tentar financiar pelos programas populares dos bancos como o ‘Minha Casa, Minha Vida’, com taxas de juros mais baratas”, afirma Guido.

Descontos favoráveis

Em Sorocaba, a procura por locação e compra de imóveis foi equilibrada, tendo crescimento no ano de 2016 e 2017, com moradias sendo ofertadas com valores 30% a menos do valor real. Para Neto, a atual situação econômica do brasileiro contribui com esses descontos.

“Este ano, estamos no meio de um turbilhão de incertezas. Hoje, não existe melhor momento para um investidor comprar um imóvel, porque há muitas pessoas passando por necessidade ou perderam o emprego, precisam fazer dinheiro dos bens que eles têm. Então este momento de compra é o melhor para um investidor.”

Problemas ocultos

Com o mercado imobiliário aquecido e com preços mais baixos, alguns cuidados devem ser observados antes de investir:

  • Analise os problemas do imóvel e se há algo oculto, para que não tenha grandes gastos;
  • Outro ponto importante é a documentação do imóvel. É preciso ter segurança nesses documentos, pois, caso haja algum problema, é possível perder todo o investimento já realizado;
  • É importante ter auxílio de profissionais do ramo para obter êxito sem eventuais dores de cabeça na hora da aquisição. Uma pessoa especializada vai avaliar a questão da documentação e a estrutura do imóvel.

Responsabilidade do inquilino

Já para quem aluga, a situação é diferente. Por lei, quando o inquilino começa a residir no local e existe algum problema, como, por exemplo, o esgoto, o mesmo não tem obrigação de consertá-lo.

Segundo Neto, o locatário só é responsabilizado pela manutenção do imóvel como a conservação da pintura, calha, entre outros. “Por isso a locação tem mais vantagem, com um imóvel novo e bem conservado, ele não vai ter grandes gastos. Ele só precisará se atentar a manutenção do imóvel”, conclui.

Por isso, segundo o diretor da Secovi Sorocaba, antes de fechar negócio, avalie qual o melhor método para você. Seja alugar ou investir em algo próprio, consulte um profissional e pontue os prós e contras para alcançar a melhor oferta e melhor custo-benefício do mercado.

Fonte: https://g1.globo.com/sp/sao-jose-do-rio-preto-aracatuba/mercado-imobiliario-do-interior/noticia/comprar-ou-alugar-em-2018-especialista-destaca-o-que-levar-em-conta-na-decisao.ghtml