PMCMV - Habitram

Como funciona o Programa Minha Casa Minha Vida?

Com o objetivo de facilitar a compra da casa própria para famílias de baixa renda, o governo criou o Programa Minha Casa Minha Vida. O projeto facilita o pagamento do imóvel, além de dispor de empreendimentos com preços mais acessíveis.

Se você está à procura de financiamentos imobiliários que cabem no seu bolso e ainda não conseguiu encontrar, vamos lhe explicar todos os detalhes do Programa Minha Casa Minha Vida para que você avalie e veja se é a melhor opção para a sua realidade financeira.

Tudo que você precisa saber sobre o Programa Minha Casa Minha Vida

Para participar do Programa MCMV você precisa atender a alguns pré-requisitos:

  • Morar em uma cidade que tenha mais de 100 mil habitantes.
  • Comprovar a renda de acordo com as exigências do programa.
  • Não pode ter sido beneficiado em nenhum programa de habitação social do governo.
  • Não pode ter financiamento de imóvel em seu nome e nem casa própria.
  • Ter renda de até R$ 9 mil.
  • Respeitar o teto máximo de valor do imóvel, que pode variar dependendo da cidade. Em São Paulo, no Distrito Federal e no Rio de Janeiro, por exemplo, o imóvel deve custar no máximo R$ 225 mil; enquanto nas capitais do Norte e Nordeste, o limite é de R$ 180 mil. Já na região metropolitana de Minas Gerais, no Rio Grande do Sul, em Santa Catarina, no Paraná e no Espírito Santo o valor do imóvel não pode ultrapassar R$ 200 mil.

As condições do programa variam de acordo com a renda mensal fixa de cada família e estão divididas em três faixas:

FAIXA 1: Renda mensal de até R$ 1,8 mil e financiamento em até 360 parcelas. A maior parte do valor do imóvel é financiada pelo governo.

FAIXA 2: Renda mensal de até R$ 4 mil e financiamento de 30 anos. São subsidiados pelo governo até R$ 29 mil para comprar o imóvel.

FAIXA 3: Renda mensal de até R$ 9 mil e financiamento de 30 anos.

E os juros para cada renda familiar, quais são? Entenda:

  • Até R$ 2.350,00 = juros de aproximadamente 5%.
  • De R$ 2.350,01 a R$ 2.700,00 = juros de aproximadamente 6%.
  • De R$ 2.700,01 a R$ 3.600,00 = juros de aproximadamente 7%.
  • De R$ 3.600,01 a R$ 6.500,00 = juros de aproximadamente 8,16%.
  • De R$ 6.500,01 a R$ 9.000,00 = juros de aproximadamente 9,16%.

As taxas de juros do Programa Minha Casa Minha Vida estão abaixo do valor de mercado, que costuma variar entre 10% e 11%. Outra vantagem do programa é que a pessoa tem até 36 meses para começar a pagar o financiamento (opção válida para imóveis ainda na planta). Além disso, o Fundo Garantidor de Habitação concede seguros, que cobrem parcialmente o valor do pagamento, em casos de problema de saúde durante o tempo de financiamento ou em casos de desemprego.

Como me inscrevo no Programa Minha Casa Minha Vida?

Agora que você já sabe quais são os pré-requisitos para participar do programa, a renda mínima/máxima familiar e a porcentagem de juros, chegou o momento de saber o que você deve fazer para entrar no programa.

Se a sua família tem renda mensal de até R$ 7.000,00, poderá fazer a simulação do financiamento no site da caixa e entregar a documentação em um Correspondente Caixa Aqui ou na agência da Caixa Econômica Federal mais próxima.

Para fazer a simulação de financiamento da Caixa, clique aqui.

Depois da inscrição, a Caixa vai avaliar o seu cadastro

Após se inscrever no Programa Minha Casa Minha Vida, algumas famílias serão escolhidas pela prefeitura e validadas pela Caixa, além de serem informadas sobre a data do sorteio das unidades e da assinatura do contrato de compra e venda do imóvel.

As famílias que foram diretamente na agência ou no Correspondente Caixa Aqui, terão seus documentos analisados (inclusive os documentos do imóvel escolhido) e poderão escolher as melhores condições para o financiamento.

Se ainda restar alguma dúvida, acesse o site da Caixa Econômica Federal ou deixe o seu comentário aqui que lhe responderemos o mais rápido possível.

Não deixe de conferir os nossos imóveis do PMCMV – Villagio Vitta, Itapetininga.