Atitudes inteligentes para economia de energia elétrica. SEU BOLSO AGRADECE!

O cenário nacional atual nos mostra claramente uma crise hídrica, o baixo nível dos reservatórios que abastecem as usinas hidroelétricas continua sendo assunto recorrente e reflete diretamente no bolso e na preocupação com a sustentabilidade dos recursos naturais.

Uma boa maneira de se mobilizar diante disso é fazendo sua parte, certo?

A Habitram separou algumas dicas de economia de energia elétrica para lhe ajudar no orçamento mensal, além de trazer mais consciência ambiental para todos.

Uma das principais e mais práticas formas de economizar energia elétrica é optar pela iluminação natural, deixando o máximo de tempo as lâmpadas apagadas e utilizar a luz solar que vem pelas janelas, além disso, na promoção da ventilação, temos também uma medida sanitária que auxiliará na prevenção de doenças, inclusive a covid. Evite bloquear a entrada da luminosidade com armários ou móveis maiores e maximize a intensidade da luz com o reflexo dos espelhos e cores claras nas paredes.

Outro aspecto importante é verificar o tipo de lâmpadas de sua residência, aqui pode ter mais de 20% de economia apenas pelo tipo e modelo utilizado. Opte por lâmpadas de LED do que as incandescentes, visto que essas últimas consomem mais energia. Já as de LED, tem melhor custo x benefício, sendo 80% mais econômicas do que as incandescentes e 30% mais econômicas do que as fluorescentes. Colocar sensores de presença, assim como os de fotocélulas para as áreas externas, podem ajudar os mais esquecidos.

Evitar deixar os aparelhos elétricos em stand by, ou ligados na tomada, isso pode parecer, em um primeiro momento, um conselho dos antigos, mas, como sempre, eles têm razão, itens como carregadores de celular e notebook, micro-ondas e TV, ligados na tomada podem representar até 12% do gasto de energia, ainda se você está em home office, experimente tirar os aparelhos da tomada ao fim do dia, e se surpreenderá.

A tecnologia está aí para usarmos a nosso favor, assim eletrodomésticos mais eficientes também são uma excelente fonte de economia. Antes de comprar qualquer eletrodoméstico, confira o selo fornecido pelo Inmetro e encontrará uma escala que vai de E (menos eficiente) até A (mais eficiente). Além disso, manter esses itens em boas condições de uso, por exemplo, geladeira em local ventilado e bem vedada, ar condicionado limpo, já implica em menos gasto de energia.

Fazer o uso consciente de outros tantos eletrodomésticos também auxilia nesta economia, como utilizar o ferro de passar roupas o mínimo possível, dando preferência a passar mais roupas por vez do que passar uma peça a cada ligada do ferro.
Agora se falarmos em chuveiro e máquina de lavar, temos os grandes vilões! Além do consumo de energia elétrica, esses envolvem também o consumo de água. Tomar banhos demorados e lavar poucas peças de roupa por vez, estão no rol de atitudes pouco sustentáveis do seu dia a dia.

Com pequenas atitudes, é possível alcançar grandes resultados! Essas são formas simples de economizar energia, reduzir sua conta de luz e, ainda, ter atitudes mais conscientes sob o ponto de vista ambiental.

Faça como a Habitram, que em cada empreendimento promove atitudes inteligentes no morar bem!