_Empreendimentos/ encontre o seu Habitram

Vamos te ajudar a encontrar o Habitram ideal para você:

Morar ou investir?

Quem vai
morar com você?

Como precisa ser
seu apartamento

Dicas Financeiras

5 de fevereiro de 2024

Opções de financiamento com entrada reduzida: escolha a melhor opção para você

Mercado Imobiliário

22 de janeiro de 2024

Variedade de plantas e opções de personalização para atender às necessidades da família

Mercado Imobiliário

Financiamento imobiliário: Quais documentos são necessários?

12 de julho de 2023 | 8 minutos

Para financiar seu imóvel é necessário planejamento, por esse motivo, para muitas pessoas, uma das coisas mais difíceis na hora do financiamento imobiliário é juntar todos os documentos para a compra

 

Essa documentação é uma garantia e faz parte do processo de aquisição do imóvel financiado, sendo crucial saber quais são estes documentos antes de iniciar o processo.

 

O financiamento é uma modalidade de empréstimo. Com ele, você pode comprar sua casa ou apartamento com as taxas mais baixas do mercado e os prazos mais longos, de até 35 anos. Seja para um imóvel novo, usado, comprado na planta ou em construção.

 

Antes de tudo, para fazer um financiamento imobiliário, você deve ir a uma instituição financeira ou banco apresentar os documentos exigidos e preencher uma ficha cadastral.

 

Em seguida, a empresa fará sua análise de crédito. Em outras palavras, verificará o seu histórico, seu score de crédito, se você está inadimplente, se tem muitas dívidas, sua renda e capacidade de pagamento. Essa avaliação influencia na taxa de juros e determina se você poderá ou não receber o crédito para a compra. 

 

É importante destacar que por ser necessário comprovação de renda para obter o financiamento, o processo será diferente para um autônomo e para um profissional com carteira assinada. Quem trabalha como profissional liberal precisará do auxílio de um contador.

 

A documentação exigida pode variar de acordo com a instituição financeira, fase do financiamento e tipo de regime de trabalho do profissional. Geralmente, os principais documentos são os que serão listados a seguir.

 

O que devo fazer antes de solicitar um financiamento imobiliário?

É essencial realizar uma análise cuidadosa ao adquirir um imóvel, considerando diversos detalhes que requerem atenção. Nesse sentido, é de grande importância fazer simulações de financiamento imobiliário nos sites dos principais bancos porque essas averiguações possibilitam ter uma estimativa mensal das taxas de juros, amortização, seguros e dos valores das parcelas.

 

O relacionamento do cliente com o banco também influencia a oferta de cotas e taxas de juros no contrato de crédito imobiliário. A taxa de juros mais elevada pode aumentar o valor da prestação e impactar no total a ser pago. Dessa forma, é importante consultar mais de uma instituição bancária e avaliar as melhores alternativas de financiamento, já que elas analisam seu perfil para correr o menor risco possível de inadimplência. 

 

O ideal é fazer pesquisa de mercado para encontrar a melhor opção de financiamento. Comparar as taxas de juros, prazos e condições oferecidas.

 

As instituições financeiras disponibilizam diversas opções, com taxas de juros e condições de pagamento diferenciadas. Portanto, é fundamental identificar o índice que melhor se adapta às suas condições financeiras.

 

Para financiar um imóvel pelo menos 30% de sua renda familiar fica comprometida, por isso, as instituições financeiras optam por fazer checagens antes de conceder o financiamento imobiliário já que o risco de inadimplência pode ser alto.

 

Para a tomada de decisão são considerados alguns requisitos pela instituição financeira ou banco escolhido:

 

  • Pontuação do score deste cliente 
  • Possíveis dívidas bancárias negociadas
  • Relacionamento com o banco
  • Renda mensal
  • Eventuais pendências jurídicas
  • Idade
  • Regularidade cadastral em órgãos como SPC, Serasa, BACEN e Receita Federal
  • Valor da entrada
  • Avaliação do imóvel
  • Documentação deve estar completa

 

Qual a documentação necessária para obter um financiamento imobiliário?

Caso queira fazer seu empréstimo na Caixa, o Estadão listou as informações necessárias considerando também quem vai utilizar o FGTS na compra e quem quer comprar um imóvel usado. Para quem é comprador pessoa jurídica também há requisitos diferentes que constam na matéria, além da documentação necessária do vendedor pessoa física. 

 

Antes de relacionar a documentação, é preciso lembrar que será necessário fazer uma vistoria do imóvel e quem paga as taxas relativas é o comprador do empreendimento. 

 

Para a entrega de documentos existem algumas diferenças relativas aos envolvidos na compra do imóvel, listados abaixo:

 

Comprador

Profissionais que trabalham no regime CLT ou funcionário público:

 

  • Documento oficial e original de identificação com foto, que pode ser RG e a Carteira Nacional de Habilitação (CNH)
  • CPF, caso não conste no documento de identificação 
  • Comprovante de endereço atual de no máximo 30 dias que pode ser uma conta de luz, telefone, fatura de cartão, entre outros
  • Comprovante de estado civil atualizado que pode ser a Certidão de nascimento ou de Casamento
  • Os três últimos holerites
  • Declaração de Imposto de renda (IRPF) com recibo de entrega, folha de rosto, referente ao último período
  • Certidão conjunta de débitos de tributos federais disponível no site da Receita Federal
  • Extrato do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS)

 

Profissionais liberais ou autônomos

 

  • Documento oficial original de identificação com foto, como o RG e CNH 
  • CPF se não constar no documento de identificação
  • Comprovante de endereço atualizado em pelo menos 30 dias
  • Comprovante de estado civil (Certidão de nascimento ou de Casamento)
  • Últimos extratos bancários de 3 a 6 meses
  • Declaração de Imposto de renda (IRPF) com recibo de entrega

 

Empresários

 

  • Documento oficial de identificação com foto, por exemplo, RG e CNH (Carteira Nacional de Habilitação);
  • CPF se não constar no documento de identidade ou CNH
  • Comprovante de endereço atualizado
  • Certidão de Nascimento ou de Casamento
  • Contrato Social da empresa
  • 3 a 6 meses dos últimos extratos bancários
  • Declaração de IRPF com recibo de entrega

 

Vendedor

Em caso de imóveis comprados na planta, a pessoa jurídica, no caso a incorporadora ou construtora deverá apresentar os seguintes documentos:

 

  • Documento oficial de identificação do representante legal e CPF caso não conste no documento legal
  • Documento de constituição e alterações devidamente registradas e Certidão Simplificada da Junta Comercial;
  • Sociedade Anônima (S/A):
  • Cópia do contrato ou Estatuto Social registrado em Junta Comercial
  • Ata da última Eleição;
  • Cópia da Certidão Negativa de Débito de Tributos e Contribuições Federais (CND);
  • Carta com firma reconhecida em cartório dos representantes da empresa.

 

Documentos do imóvel

  • Apresentar matrícula do imóvel objeto do financiamento atualizada, emitida a menos de 30 dias
  • Cópia do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) do ano corrente;
  • Apresentar CND
  • Caso o imóvel esteja financiado em outro banco, apresentar VMD e boleto (se for o caso)

 

Documentos extras para a venda de imóvel novo ou na planta

 

  • Registro de título de propriedade;
  • Certidão negativa de ônus reais;
  • Certidão negativa de IPTU;
  • Registro de ações reipersecutórias e alienações;
  • Registro de pagamento do TCA;
  • Averbação da construção no Cartório de Registro de Imóveis;
  • Alvará de utilização ou “Habite-se”;
  • Planta baixa;
  • Certidão enfitêutica;
  • Opção de compra e venda preenchida;
  • Anotação de Responsabilidade Técnica do engenheiro responsável pela obra

 

Na fase da pré-aprovação do crédito você apresenta os documentos citados acima e a instituição escolhida irá analisar suas informações.

 

Importante lembrar que mesmo que a documentação entregue esteja correta, há ainda alguns passos que a instituição financeira realiza para então conceder o empréstimo, são eles:

 

  • Realização de análise jurídica: A instituição financeira também verifica as documentações do imóvel, relacionados acima, realizando uma avaliação para garantir que o apartamento possa ser dado como garantia para casos de inadimplência. 

 

  • A tão aguardada formalização do contrato: O comprador e a instituição financeira assinam o contrato, que estabelece as condições do financiamento. Nessa fase é importante ler atentamente todas as cláusulas e esclarecer as dúvidas. 

 

  • Registro para liberação dos recursos financeiros: A última etapa é o registro do financiamento imobiliário no cartório de registro de imóveis que garante que a instituição financeira possa hipotecar o imóvel como garantia e também valida o contrato judicialmente. 

 

Gostou do artigo? Então, deixe seu comentário e compartilhe este post nas redes sociais para ajudar outras pessoas a entenderem quais são as documentações necessárias para o financiamento imobiliário.

Desvende a Habitram Experience e apaixone-se por um mundo de inovações! Experimente o Virtual Building Experience e mergulhe em empreendimentos incríveis de forma interativa. Viva essa experiência única!