Quem pensa que morar em um apartamento pode ser um problema, se quiser ter algumas plantas dentro dele, engana-se. Mesmo que o espaço seja pequeno, o que não faltam são opções de plantas e flores, além de ideias decorativas ou de otimização dos lugares para acomodá-las.
Para começar, há plantas para apartamentos pequenos que podem ser facilmente organizadas ou utilizadas para decoração. Até porque a diversidade de vasos, nesse aspecto, também ajuda, mesmo que a pessoa não disponha de varanda ou qualquer outro tipo de área externa para cultivá-las.
E já que o espaço não é impeditivo para se ter uma planta dentro de casa, que tal associar o cultivo dela ao seu perfil e disponibilidade de tempo para cuidá-la?

Tipos de flores e plantas para apartamento

Rosa de Pedra: se você é do tipo de pessoa que não fica muito tempo em casa, a Rosa de Pedra pode ser a planta ideal. Além de bonita e de lembrar uma rosa, ela é uma típica planta para vasos pequenos, que pode ser colocada, por exemplo, no seu quarto, em cima de uma mesa ou de qualquer outro móvel dentro de casa.
Orquídea: vista dentro dos ambientes, geralmente internos, muitas pessoas às vezes não sabem como cuidar de uma orquídea. A mais comum delas é a “falenópsis”, cujas flores arredondadas costumam ser nos tons branco, rosa, amarelo ou púrpura, e podem durar por mais tempo se forem mantidas em vasos de barro, pelo fato deles serem porosos e drenarem melhor a água.
Além disso, ela é uma “planta de sombra” e deve ser mantida em um cantinho que receba luz indireta, à meia-sombra.
Lança-de-São-Jorge: para quem quer ter uma planta dentro de um apartamento pequeno e não abre mão do ar-condicionado, a Lança-de-São-Jorge (ou Espada de São Jorge) é ideal, já que além de possuir folhas rígidas e ser bem resistente, ela “gosta” dos ambientes internos e à meia-sombra, ao mesmo tempo em que pode ser colocada em uma varanda e pode conviver com a luz solar. A planta sobrevive à base de pouca água e também pode ser encontrada no formato trançado.

Peperômia: se você deseja montar um jardim vertical na área externa, utilizar vasos suspensos ou apenas conservar uma planta dentro do seu escritório, a Peperômia pode ser o tipo ideal. Com folhagens pendentes e ornamentais, suas folhas podem ser encontradas inclusive no formato de um “quase coração”, nos mais diferentes tons de verde, com bordas amareladas, vermelhas ou brancas.
Ela costuma ser cultivada à meia-sombra ou até mesmo sob a luz florescente, se for o caso.

Fontes: Revista Casa e Jardim e Ateliê Clássico