Milhares de brasileiros ainda pagam aluguel e isso pode estar relacionado a diversos motivos. O principal deles é a falta de recursos para comprar a casa própria. Pagar o aluguel todos os meses nos faz lembrar que estamos investindo em um benefício que não trará nenhuma garantia futura – e isso é frustrante. Sem falar da impossibilidade de personalizar o ambiente para deixá-lo com a nossa cara, não é mesmo?

Pensando em ajudar você, listamos quatro dicas que serão de grande ajuda para você sair do aluguel e conquistar, de uma vez por todas, a tão sonhada casa própria. Confira:

Para sair do aluguel organize suas finanças

O primeiro passo para sair do aluguel e comprar a casa própria é organizar as suas finanças. Você precisa ter plena consciência da sua realidade financeira. Veja o valor exato da sua renda mensal e avalie quanto é possível poupar para dar o pontapé inicial nessa nova etapa.

Anote em uma agenda (física ou digital) TODOS os seus gastos e procure descobrir onde está desperdiçando dinheiro. Além disso, é importante que você tente ajustar os gastos, a fim de economizar um pouco mais.

Se você possui dívidas, precisa quitá-las antes de pensar em comprar a casa própria.

Aconselhamos que leia o texto: 10 dicas para se planejar financeiramente para comprar um imóvel.

Poupe o máximo que conseguir

Agora que você já pagou todas as suas dívidas, poderá destinar as economias exclusivamente à compra do imóvel. O ideal é que você poupe todos os meses 30% do salário.

Entre em contato com o seu banco e veja o melhor investimento para fazer esse dinheiro render, ok? Não deixe ele parado na poupança.

Lembre-se: quanto maior a entrada, menor serão as parcelas do financiamento. Portanto, tente economizar o máximo que conseguir para reduzir a dívida.

Não pague caro pelo aluguel

Você deve estar se perguntando: como vou conseguir guardar dinheiro pagando aluguel? Calma! Para que você possa organizar as suas finanças, é de extrema importância avaliar quanto você está pagando pela moradia. O valor não pode ultrapassar 20% da sua renda, quantia inferior ao que você pagaria pelas parcelas do financiamento imobiliário. Além disso, é ideal que o aluguel custe no máximo 0,5% do valor do empreendimento arrendado. Se os valores excederem essas porcentagens, é o momento de procurar por um imóvel mais em conta, porque só assim você vai conseguir sair do aluguel e investir na casa própria.

Encontre o imóvel ideal

Você já tem a sua realidade financeira em mente e isso é ótimo. Agora você pode começar a procurar imóveis que estejam dentro do seu orçamento e que atendam às necessidades da sua família.

É comum ouvirmos por aí que os melhores empreendimentos custam caro e que os mais baratos não oferecem infraestrutura adequada, não é mesmo? Mas a boa notícia é que essa teoria está errada. É possível sim encontrar ótimos imóveis, que ofereçam até mesmo áreas de lazer, por um preço que cabe no seu bolso. Quer uma prova disso? Dê uma olhadinha no condomínio Villagio Vitta em Itapetininga. Ele oferece um espaço arejado, com vegetação, playground para a criançada, piscina para curtir os dias de calor, pista de caminhada, ciclovia para se exercitar e muito mais.

Percebeu que com planejamento e organização você pode sair do aluguel e comprar a casa própria? Esse sonho pode estar mais perto da realidade do que você imaginava! Siga as dicas, seja disciplinado e mantenha o foco. Boa sorte!

Se ainda restar alguma dúvida, entre em contato conosco ou deixe o seu comentário aqui, que lhe responderemos o mais rápido possível.